Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Câmara em defesa da manutenção dos empregos do Brasfels

Câmara em defesa da manutenção dos empregos do Brasfels

por Ludmila última modificação 03/10/2017 09h42
Angra dos Reis se mobilizará no próximo sábado, 7, na portaria da empresa

Os vereadores da Câmara Municipal vão participar sábado, dia 7 de outubro, do movimento “União pelo Emprego”, na portaria do Estaleiro Brasfels. O ato vai reunir diversos segmentos da sociedade angrense, dentre eles associações de moradores, igrejas, sindicatos, comércio, entre outros, para um abraço simbólico na empresa. O início do movimento será com uma celebração ecumênica, a partir das 9h.

Na tarde desta segunda-feira, 2, o presidente da Câmara, Zé Augusto, e os vereadores Titi Brasil, Helinho do Sindicato, Flavinho, Kamu, Canindé do Social, Luciana Valverde, Gedai, Leo Marmoraria, Marquinho Coelho, Jean e Sargento Thimoteo, junto ao prefeito Fernando Jordão e do secretário de Governo e Relações Institucionais, Marcos Veníssius Barbosa, participaram de uma reunião, no auditório da Defesa Civil, com a comissão organizadora do ato em defesa do BrasFels. O encontro foi mediado pelo presidente da Fundação dos Trabalhadores do Estaleiro Verolme (Funtresv) e do Sindicato de Marinas do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Neves Figueiredo.

O movimento está sendo realizado para chamar a atenção da sociedade e, principalmente do governo federal, para a atual situação do estaleiro BrasFels, que poderá iniciar o próximo ano com apenas 400 trabalhadores. Atualmente a empresa emprega 2.800 metalúrgicos e tem em seus pátios quatro plataformas da Sete Brasil com obras paralisadas. Uma delas, com 94% de sua obra concluída, outra com 70%, a terceira com 40% e a última com o projeto pronto. Essas obras garantiriam 3 mil empregos imediatos por cinco anos.

Na reunião, o prefeito Fernando Jordão informou aos vereadores e aos demais presentes que vai se reunir nesta terça-feira, 3, em Brasília,  com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, pedindo sua intervenção junto ao presidente Michel Temer, para que a Petrobras volte a investir nas obras inacabadas da Sete Brasil.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.