Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Câmara realizou audiência pública para debater serviços prestados pela Enel

Câmara realizou audiência pública para debater serviços prestados pela Enel

por Oswaldo Luiz última modificação 22/03/2019 16h34

Na manhã desta sexta-feira, 22 de março, a Câmara Municipal de Angra dos Reis promoveu audiência pública sobre a prestação de serviço da empresa distribuidora de energia elétrica na cidade, a Enel. A reunião objetivou apresentar à companhia os problemas enfrentados pela população referentes ao abastecimento de energia e ouvir as justificativas da empresa.

A audiência foi uma iniciativa da vereadora Jane Veiga e contou com presença dos vereadores Luciana Valverde, Flavinho Araújo, Dedé da Loteria e Titi Brasil. Também estiveram presentes os representante da Enel, Guilherme Brasil; da Secretaria de Indústria e Comércio da Prefeitura, Aurélio Marques; da Secretaria de Meio Ambiente, Clayton Ribeiro; da Fundação Parques e Jardins, Mayara Miguel e outros membros da Prefeitura e da empresa, além de diversos presidentes de Associações de Moradores dos bairros de Angra.

“A audiência pública é importante para a empresa se aproximar dos problemas. A qualidade da energia de Angra dos Reis não está como queremos que esteja, não é possível as pessoas ficarem 24 horas sem energia como foi dito aqui, isso não pode acontecer”, reconheceu o representante da Enel, Guilherme Brasil.

 “Os investimentos da empresa nos últimos cinco anos vem melhorando, mas não estão no patamar que a população precisa e exige. Temos muitos problemas específicos na região de Angra dos Reis, problemas técnicos, uma série de fatores, mas nosso objetivo aqui não é dar desculpas e sim, ouvir e propor soluções”, alegou Brasil.

A vereadora Jane Veiga começou cobrando a programação da empresa para atender a cidade durante o verão, cuja incidência de chuvas é alta e ocasiona diversos problemas em relação à falta de energia e quedas de luz. Ela mencionou também outros problemas que ocorrem com frequência ao longo do ano.

“As chuvas são constantes no verão, a intensidade é muito grande. Tem que haver uma programação para isso, pois a população triplica, devido ao turismo. Temos prejuízo na Ilha Grande com as pousadas, aqui no Continente também. Em termos práticos, como é feita a programação para poda de árvores? Qual é a manutenção preventiva? Muitos consumidores estão reclamando do aumento das contas de luz, chegando ao absurdo de 500% em relação aos meses anteriores. Qual é a causa desse problema? Como a gente resolve isso?”, questionou Jane.

 A audiência seguiu com os questionamentos e relatos dos consumidores que tiveram problemas com a companhia, referentes a quedas e falta de luz, além de problemas com cobranças de valores incoerentes, apontados pela população no plenário. A empresa respondeu de forma generalizada aos questionamentos e se comprometeu a oferecer resposta a casos pontuais no prazo de uma semana.

A reunião foi encerrada com o compromisso entre a Enel e a Câmara de realizarem audiências públicas com frequência aproximada de dois meses, visando manter em discussão constante os problemas da cidade referentes à energia elétrica e a proposição de soluções.

 

Foto: Regina Célia Miranda

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.