Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Crise na Segurança Pública em debate na Cmar

Crise na Segurança Pública em debate na Cmar

por Maximiliano Moreira Rodrigues última modificação 10/11/2016 09h45

Uma crescente onda de violência tomou conta do município de Angra dos Reis, assustando os moradores. A cada dia, a situação se complica. São guerras de facções em vários bairros pondo em risco a vida dos moradores, crianças sendo atingidas por balas perdidas, assassinatos de jovens, comércios sendo fechados por ordem do tráfico, aumento do número de roubos e furtos, e diversas outras ações criminosas que põem em risco a vida dos cidadãos, tirando sua paz.

- Moro há 26 anos no bairro do Frade. Sou nascida e criada lá. Sempre soubemos da existência do tráfico, mas hoje a coisa está muito complicada, estamos amedrontados e coagidos. Chegaram a ir ao comércio intimidando os trabalhadores, armados até os dentes. Eles estão com um arsenal de guerra. Não temos mais paz. Nossa cidade está pedindo socorro! -, relatou uma moradora que, por questões de segurança, preferiu não se identificar.

Preocupada com essa situação, a Câmara Municipal de Angra dos Reis vai promover no dia 18 de novembro, sexta-feira, às 18h, no Plenário Presidente Benedito Adelino, uma Audiência Pública, com a presença de diversos atores para se debruçar sobre a questão.

- Já realizamos uma Audiência Pública, em dezembro de 2015, com foco no extermínio da juventude. De lá para cá, temos vivenciado e sofrido com o aumento da falta de segurança. Diante dos últimos acontecimentos, propomos este novo debate, com o objetivo de encontrar um novo caminho para devolver a tranquilidade à população angrense -, destacou o vereador Eduardo Godinho, autor do Requerimento Nº 775/2016, que solicita a realização da discussão.

Para a audiência, que contará com a apresentação de uma pesquisa realizada por um professor da UFF sobre a violência na Costa Verde, foram convidadas diversas autoridades, dentre elas o Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, Antônio Roberto Cesário de Sá; o Delegado Chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, Dr. Fernando da Silva Veloso; o Comandante do 33º BPM, Tenente-Coronel, Luiz Cláudio Regis; a Delegada da Deam, Dra. Tatiana Queiroz; o Delegado titular da 116ª DP, Marco Antônio de Almeida Alves; o Subsecretário municipal de Segurança Pública, Alexandre Klippel; representantes do ISP – Instituto de Segurança Pública; associações de moradores e representantes da sociedade civil organizada.

- Esta Casa não poderia deixar de debater este tema que tem preocupado os moradores da nossa cidade, que possui mais de 190 mil habitantes e, nos últimos anos, tem sofrido com uma violência assustadora. A cada semana, ao abrirmos os jornais, nos deparamos com notícias que não gostaríamos que fossem a nossa realidade. Convidamos a todos que, de alguma forma, se sentem vítimas da insegurança, para participar deste debate -, convidou o vereador Eduardo Godinho.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.