Você está aqui: Página Inicial / Comunicação / Notícias / Região unida pela manutenção dos empregos na Brasfels

Região unida pela manutenção dos empregos na Brasfels

por Ludmila última modificação 10/11/2017 14h26
Movimento União pelo Emprego entregará abaixo assinado aos presidentes da República e da Petrobras

Na manhã desta sexta-feira, 10 de novembro, diversas lideranças políticas e sindicais da região, que compõem o movimento União pelo Emprego, se reuniram na Câmara Municipal de Angra dos Reis para o lançamento de um abaixo assinado em defesa da manutenção dos empregos no Estaleiro Brasfels.

O manifesto será encaminhado ao presidente da República, Michel Temer, e ao presidente da Petrobras, Pedro Parente, com o objetivo de solicitar providências imediatas que garantam os milhares de empregos existentes no Estaleiro Brasfels.

- Nós, aqui da Câmara Municipal de Angra dos Reis, estamos fazendo o máximo possível para acabar com a crise na Indústria Naval e, principalmente, no Estaleiro Brasfels, que é referência no Brasil e no mundo pela qualidade dos seus serviços. Mas, para isso, é necessário que toda a comunidade e também se una a esta luta – destacou o presidente do Legislativo angrense, Zé Augusto.

O prefeito Fernando Jordão explicou como vai ser o encaminhamento do manifesto.

- Este manifesto será entregue ao presidente da República, Michel Temer, e ao presidente da Petrobras. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, junto com os demais deputados federais, está marcando, a nosso pedido, uma audiência com eles. Mas, é preciso que toda a cidade assine esse manifesto, que não é político, mas de todos nós – frisou Jordão.

Atualmente, o Estaleiro Brasfels, um dos poucos em funcionamento no Brasil e principal gerador de emprego  da Região Costa Verde, está finalizando a sua última obra (FPSO-P69), com pouco mais de 2.500 empregos, diferentemente de dois anos atrás, quando chegou a ter mais de 12 mil postos de trabalho diretos. Infelizmente, a previsão  é que no início de 2018 tenha apenas  aproximadamente 400 postos de trabalho. No entanto, é possível evitar a paralisação das atividades do estaleiro com a retomada  das quatro obras das sondas que estão inacabadas. Para tanto, é necessário que a Petrobras  se comprometa  a fazer o afretamento destes equipamentos no futuro.

Também estiveram presentes ao lançamento do manifesto os vereadores angrenses Helinho do Sindicato e Titi Brasil, que compões a Comissão União pelo Emprego, Jane Veiga, Luciana Valverde, Sargento Thimoteo, Canindé do Social, Kamu e Jean; o secretário de Governo e Relações Institucionais de Angra, Veníssius Barbosa; o prefeito de Rio Claro, José Osmar e seu vice-prefeito, Babiton Biondi; o vice-presidente da Câmara Municipal de Itaguaí, Andre Amorim; a presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Angra dos Reis, Cristiane Marcolino; e membros da Fundação dos Trabalhadores do Estaleiro Verolme (Funtresve).

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.